Assegurar dentes saudáveis, bem cuidados e bonitos por toda a vida: esse é o propósito da Odontologia Preventiva.

Por isso, vale lembrar que o diagnóstico das doenças bucais no seu estágio inicial é possível e necessário. Além de contribuir com a manutenção da saúde, esse cuidado evita tratamento invasivo, gasto de tempo, traumas e  necessidade de investimentos maiores.

Então, confira quais doenças podem ser evitadas por meio da visita periódica ao Cirurgião-Dentista:

Cárie

A cárie ainda é uma das principais responsáveis por perdas dentárias, no entanto ela  pode ser facilmente evitada, ou precocemente tratada, com visitas regulares ao Cirurgião-Dentista.

Doenças periodontais

A gengivite é uma inflamação nos tecidos, causando inchaço e sangramentos. Quando não tratada adequadamente, evolui, dando origem à periodontite. A  periodontite é uma infecção grave, que ,além de causar a destruição dos ossos e tecidos responsáveis pela sustentação dos dentes, ainda contribui para o aparecimento de outras doenças. Isso ocorre, porque as bactérias presentes na inflamação podem cair na corrente sanguínea, causando doenças sistêmicas.

Câncer bucal

O tratamento depende das causas e do estágio da doença, e o diagnóstico precoce contribui para que as chances de cura sejam maiores. Quando o paciente faz acompanhamento com o dentista, ele tem mais chances de diagnosticar precocemente e de passar por um tratamento mais rápido e menos doloroso.

Candidíase oral

Conhecida como sapinho, a doença é causada por um fungo e é transmitida por meio do beijo na boca ou do contato íntimo. A candidíase se manifesta pela presença de manchas esbranquiçadas na boca e na língua e de vermelhidão na boca.

Além disso, é preciso entender o corpo humano como um conjunto de sistemas integrados. Então, uma saúde bucal deficiente pode influenciar o funcionamento do organismo como um todo, deixando-o mais vulnerável a doenças que vão muito além da cárie.

Isso porque a boca é o 2º órgão em número de bactérias, só perde para a pele, que é o maior órgão do corpo humano. Uma microbiota tão rica, mas que exige toda a atenção, afinal, essas bactérias podem se proliferar e migrar para outros órgãos, a partir da corrente sanguínea.

Veja algumas doenças que podem ser influenciadas pela saúde bucal deficiente:

Endocardite bacteriana

É uma infecção que afeta, diretamente, o coração e pode ser fatal. Originada, muitas vezes, no descuido com a saúde bucal, o que acaba contribuindo com o acúmulo de bactérias. Nesse caso, o problema acontece se elas chegam a cair na corrente sanguínea ,durante um procedimento cirúrgico ou através da ferida da gengivite ou da periodontite, e chegam ao coração, para se instalar em uma válvula, gerando a endocardite infecciosa.

Pneumonia e artrite reumática

O mecanismo de infecção é o mesmo da endocardite. Depois de entrar na corrente sanguínea, as bactérias da boca podem chegar a outros órgãos, como os pulmões e as articulações, causando infecções como a pneumonia e a artrite reumática. Como essas bactérias fazem parte da nossa microbiota, elas não encontram uma resistência natural do organismo, ou seja, não ativa as células de defesa do organismo, o que faz com que o tratamento se torne ainda mais complexo.

Parto prematuro

O pré-natal odontológico é de suma importância, porque, graças à grande mudança hormonal característica da gravidez, mulheres grávidas são mais suscetíveis a inflamação (e isso inclui a gengiva e a maior incidência de doenças periodontais). Uma pesquisa da Universidade de Nova York evidenciou que a bactéria bucal actinomyces pode estimular as contrações uterinas e a dilatação do colo do útero, antecipando o trabalho de parto em até dois dias, e reduzir em 60 gramas o peso do bebê.

Diabetes

Aqui o risco é de um círculo vicioso que coloca em risco a vida de quem sofre com diabetes, mas não dá a devida atenção aos cuidados preventivos com a saúde bucal. O paciente com diabetes tem mais chances de desenvolver doenças periodontais e inflamação na gengiva, além de outros problemas de saúde bucal, como feridas, perda óssea ao redor dos dentes e boca seca. Da mesma forma, as doenças periodontais podem agravar o diabetes.

Esses são alguns exemplos que comprovam na prática a importância do cuidado preventivo para a saúde e para a vida.

Quando foi a sua última visita ao Cirurgião-Dentista? Será que já é hora da sua consulta preventiva?

Agende sua avaliação aqui mesmo pelo site!

É fácil, rápido e confortável pra você.

Confira também:

Mau Hálito (Halitose)

Alteração Salivar

Cáseos Amigdalianos